domingo, 27 de novembro de 2022

A EDUCAÇÃO EM LUTA MOVE MONTANHAS! OUSAR LUTAR! OUSAR VENCER!

 


 


Mais uma vez fica demonstrado a importância de nos movimentarmos. Se os trabalhadores da educação e as famílias tivessem aceitado calados os desmandos da Prefeitura, hoje, o secretário de educação Wellington de Bessa teria todo respaldo para fechar "sem dó e piedade" quase todas as bibliotecas das escolas municipais de Goiânia. Foram os protestos realizados nas portas dos CMEIs, os manifestos dos diversos organismos ligados à educação e bibliotecas, a audiência pública, em suma, todas as ações somadas, que levou a importante a decisão do Tribunal de Contas dos Municípios - TCM - em proibir o fechamento das salas de leitura.


Vale a pena lutar e precisamos continuar nos mobilizando. Vamos continuar firmes na luta, resistindo a cada um dos ataques à educação no município de Goiânia e chamamos todos os/as trabalhadores/as para a luta!!! 


Miremos mais vitórias! 

AVANTE!!! ✊🏽

sábado, 26 de novembro de 2022

REUNIÃO VIRTUAL: SITUAÇÃO DA EJA - domingo, dia 27, às 17 h.


 

REUNIÃO VIRTUAL: SITUAÇÃO DA EJA - domingo, dia 27, às 17 h.

 

O SIMSED convida todas e todos para uma reunião virtual no dia 27 de novembro, domingo, às 17 horas, com o objetivo de discutir a nova ofensiva da Prefeitura contra a Educação de Jovens e Adultos - EJA. O link da reunião será compartilhado nos grupos antes das 17 horas. Participe e ajude a divulgar.

 

DIA: 27/11 (domingo)

HORÁRIO: 17 h;

O LINK SERÁ COMPARTILHADO NOS GRUPOS ANTES DA REUNIÃO.

sexta-feira, 25 de novembro de 2022

A LUTA PELA EAJA ENFRENTA AUTORITARISMO DO SECRETÁRIO BESSA E PREFEITO ROGÉRIO CRUZ

 


No último 23 de novembro, trabalhadores da educação municipal estiveram presentes na SME!



Chegando lá, tinha um batalhão da Guarda Municipal e inúmeras viaturas, demonstrando como o secretário trata os trabalhadores da educação, ou seja, com repressão.



Os trabalhadores ficaram um pouco na porta e depois se encaminharam para a sala do secretário, pois iria ocorrer, concomitantemente, uma reunião com várias entidades, como Fórum Goiano da EJA, entre outras, organizada pelo vereador Mauro Rubem. 


O secretário chamou o vereador Mauro Rubem antes da reunião, e disse que não  receberia o Simsed, demonstrando grande postura autoritária e a falta de diálogo que caracterizam essa gestão. Diante disso, o vereador não continuou o diálogo com o secretário, ou seja, a reunião não ocorreu.


Mesmo assim, os trabalhadores ficaram na porta do gabinete, fazendo pressão para que as demandas fossem ouvidas e debatidas. 


Mas, perguntamos: por que tanto medo em receber o Simsed, afinal? O motivo é porque assumimos uma postura crítica e de luta, que incomoda os interesses da SME e da Prefeitura, já que não fazemos conciliações  desfavoráveis aos trabalhadores.



Mesmo não sendo um ato massivo e apesar do autoritarismo do secretário, alguns meios de comunicação estiveram presentes, o que gerou repercussão ao golpe promovido contra a EJA.


Ainda no local, foi feita uma breve reunião em que ficou acertada a promoção de uma audiência pública com a comunidade, na Câmara Municipal. Além disso, foram encaminhados outros  pontos importantes de denúncia, principalmente no que tange à atitude autoritária do secretário e da prefeitura de Goiânia, que negam a escutar os trabalhadores, limitando o diálogo apenas com os sindicatos pelegos, que nada mais são que a extensão da própria prefeitura. 


É somente com luta que há conquista dos direitos da classe trabalhadora. Não há outro caminho!


Por isso, convocamos a categoria a se fazer mais presente nos atos!


Avante!!!✊🏽✊🏽✊🏽

quarta-feira, 23 de novembro de 2022

PROJETO DA DATA-BASE DOS ADMINISTRATIVOS SE ARRASTA NA CÂMARA


 


Após mais de um mês do envio do Projeto da Data-Base de 2022 para a Câmara Municipal, o projeto ainda não foi enviado para sanção do prefeito. O que os vereadores estão aguardando afinal?


A promessa é que o reajuste ocorra no mês de dezembro, com doze meses de calote, contando o décimo terceiro. Porém, ainda não foi para a votação final e muito menos sancionado, correndo o risco desse prazo prometido ser mais uma vez desrespeitado (o próprio prazo já é um desrespeito). Se não for aprovado até o começo de dezembro, a folha fecha e o pagamento do reajuste ficaria apenas para o ano que vem.


Segundo informações, o projeto se arrasta na Comissão do Trabalho, ainda restando cumprir um caminho burocrático até a votação no Plenário. Caminho esse, que sem pressão da categoria, deve se estender por muito tempo. 


Importante ressaltar que o novo Plano de Carreira aprovado não contempla os Servidores administrativos da Educação (TAE). Sobre esse tema, a prefeitura ainda vai iniciar a discussão com uma comissão formada sem nenhum representante direto dos trabalhadores da educação, mas apenas com uma comissão artificial com entidades que sempre respaldaram a posição da atual Administração.


A luta continua!!! Avante!!!✊🏽

segunda-feira, 21 de novembro de 2022

ATO EM DEFESA DA EAJA NO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA! Dia 23, às 14 h, na SME


 

O SIMSED convida todas e todos os trabalhadores da rede Municipal para um ato em defesa da modalidade, que vai sofrer alterações que vão comprometer o seu funcionamento e qualidade. Não podemos aceitar mais esse golpe contra o povo goianiense.

 

ROGÉRIO CRUZ E WELLINGTON BESSA, INIMIGOS DA EDUCAÇÃO!

DIA: 23/11;

HORÁRIO: 14 h;

LOCAL: SME.

sábado, 19 de novembro de 2022

EAJA SOB AMEAÇA! REUNIÃO NESTE DOMINGO, 20/11/2022, ÀS 19H. VAMOS PARTICIPAR!!!


 O Simsed convida todas e todos para a reunião neste domingo, dia 20 de novembro, às 19 horas.  Trataremos de mais uma das mudanças absurdas da sme, desta vez, no intuito de precarizar ainda mais o EAJA- EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS.  

Não podemos nos calar!!! Nenhum direito a menos!!!✊🏽✊🏽✊🏽

sexta-feira, 18 de novembro de 2022

ATENÇÃO ADMINISTRATIVOS DA EDUCAÇÃO! DEVOLUÇÃO DE R$ 300,00 DO AUXÍLIO LOCOMOÇÃO?

 


O SIMSED recebeu com preocupação algumas denúncias de servidores, que consta na ficha financeira o anúncio de devolução de um auxílio locomoção. Como nada foi esclarecido pela Administração, não sabemos ao certo qual valor será descontado e se trata do valor do auxílio pago no mês das férias.


Ressaltamos que os administrativos da educação receberam de boa fé tal valor no mês de julho e que não houve nenhum comunicado por parte da Prefeitura sobre qualquer erro operacional. Portanto, não existe justificativa para que o valor seja devolvido. Tal devolução, caso ocorra, contraria vários preceitos jurídicos.  


Passados meses após o ocorrido, é provável que no próximo salário seja descontado R$ 300,00 do já mísero salário que os administrativos da educação recebem. Em pleno mês em que as famílias se preparam para as festas de fim de ano pode ocorrer mais um desconto. 


A prefeitura deve a data-base de 2022 desde janeiro deste ano, e promete pagá-la apenas em dezembro, com doze meses de calote, somando o décimo terceiro. Com isso,  muitos ainda recebem complementação salarial e se houver esse desconto, o salário líquido do próximo pagamento será menos que o mínimo.


Para se ter uma ideia, a cesta básica em Goiânia estava em torno 606 R$ em setembro. Além de gastos com gás, energia, água, aluguel, vestuário.  300 R$ a menos no salário desses trabalhadores será um terrível rombo financeiro. 


Denunciamos com antecedência a possibilidade dessa atitude autoritária, feita sem debate com os trabalhadores e que trará desespero para milhares de famílias goianas. Esperamos e cobramos que tal atitude não ocorra. 


Os advogados da Abrapo e que atendem o simsed se colocam à disposição para atendimentos jurídicos, caso o desconto se concretize. 


Contato whatsapp - Escritório Abrapo: +55 62 9221-8598

segunda-feira, 14 de novembro de 2022

O SIMSED ESTARÁ NA AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA MUNICIPAL, DIA 17 às 13:30, E CONVIDA TODOS/AS A PARTICIPAREM DA LUTA ATÉ A VITÓRIA!


 📝No dia 17/11, quinta-feira,  às 13:30, o SIMSED participará de uma audiência pública no plenário da Câmara Municipal de Goiânia sobre o fechamento das bibliotecas e salas de leitura da RME-Goiania.


Convidamos os/as trabalhadores da educação para participar junto e lutarmos de forma incondicional pela manutenção das bibliotecas, salas de leitura e dos ambientes informatizados 💪🏼


Ainda, precisamos questionar a reorganização da sme que não considera a realização da educação infantil em espaço adequado, respeitando as particularidades das crianças dessa faixa etária e o ensino integral. 


Escola não é depósito de estudantes! ✊🏽



terça-feira, 8 de novembro de 2022

NÃO AO FECHAMENTO DAS BIBLIOTECAS!

 


A secretaria de educação, em uma medida autoritária, está fechando as salas de leitura e as bibliotecas das escolas municipais, no intuito de abrir mais vagas para a educação infantil. Tudo isso foi anunciado nos estudos de redes e repassado para as diretoras e diretores das instituições. 


Denunciamos essa medida,  que é uma verdadeira afronta à essência da educação, na prática nega o que de mais precioso se busca numa instituição educacional, a formação humana através do acesso ao conhecimento presente na literatura, na ciência e tecnologia. 


 Sabemos da importância da leitura para a aprendizagem e desenvolvimento do ser humano, e como isso deve ser incentivado nos primeiros anos de vida. Goiânia parece seguir na contramão dessa recomendação.  Ao invés de fechar bibliotecas, os projetos deveriam correr em torno de abrir mais e tornar as já existentes melhores e modernas, realizando concurso para contratação de bibliotecários e outras medidas.


A lei 12244 obriga todas as escolas a possuírem biblioteca em suas instalações. Portanto, é obrigação do poder público dispor de um local adequado para o acervo de livros e o momento de leituras dos estudantes. As salas de leitura e acervo de livros não podem simplesmente ser substituídas por tendas ao ar livre. 


Se o objetivo da prefeitura é atender mais crianças, acabando com a lista de espera para a educação infantil, que construa mais cmeis e termine as obras dos que estão inacabados. E que não feche um ambiente essencial para toda instituição de ensino, onde são realizados inúmeros projetos literários.


A prefeitura de Goiânia transforma escolas e cmeis em depósitos de crianças. Empurram as que ainda estão na pré-escola para dentro das escolas de ensino fundamental sem fornecer estrutura adequada.


Ignoram completamente as especificidades de aprendizagem de crianças de 4 e 5 anos, como as necessidades dessa faixa em relação a alimentação, sono e higiene pessoal, que é inseparável o educar do cuidar, as características e as funções docentes às diferentes linguagens, as especificidades de espaços e ambientes para bebês e crianças pequenas como oportunidade de intervenções de qualidade com as crianças.O que importa para eles é o lucro!


Convocamos a categoria a se unir contra o fechamento das bibliotecas e não deixar que as instituições sejam tratadas cada vez mais como depósitos. 


 Saudamos as ações já feitas, como os vídeos gravados e as denúncias enviadas. 


O Simsed se compromete a ajudar nessa luta!


P.S.:

*Em resposta à reportagem da chefe de gabinete Débora Quixabeira à TV Anhanguera:*


Vimos também repudiar o pronunciamento da chefe de gabinete,

Débora Quixabeira. 

E dizer que é uma inverdade sua afirmação de que as salas estão ociosas. Isso é desrespeito ao trabalho desenvovido. 


Estas salas NÃO estão ociosas, pelo contrário são espaços adequados para acomodação dos livros, em que as crianças e adolescentes têm acesso aos mesmos e onde são executados inúmeros projetos de incentivo e acesso à leitura pelos professores destas instituições onde a prefeitura está querendo destruir o acesso à Leitura.


 E reafirmamos aos que querem o desmonte da educação do município de Goiânia, não aceitaremos  os autoritarismos e as irresponsabilidades desta gestão.

segunda-feira, 24 de outubro de 2022

A AUDIÊNCIA FOI CANCELADA e ADIADA. DATA A SER CONFIRMADA.

 INFORME


A AUDIÊNCIA FOI CANCELADA e ADIADA. 

DATA A SER CONFIRMADA. 



Assim que tiver a nova data, divulgaremos. 


LUTAR NÃO É CRIME!!!